{ "data": [ { "event_name": "Purchase", "event_time": 1646333953, "action_source": "email", "user_data": { "em": [ null ], "ph": [ null ] }, "custom_data": { "currency": "BRL", "value": 1.99 } } ] "test_event_code:" "TEST36492" }
 

O que é sucesso para você?



Eu ficava no integral na minha escola. Às vezes achava ruim, às vezes adorava. Chegava lá de manhã, fazia minha lição, brincava com meus amigos, tomava banho, almoçava e ia para a escola, que era no mesmo prédio.


Minha mãe era coordenadora na naquela escola, por isso eu ficava no integral. Ela trabalhava o dia todo e eu ficava na escola o dia todo.


Esse era o meu exemplo de mulher, o modelo que aprendi. A mulher sai cedo de casa para trabalhar, sempre no mesmo lugar, fazendo a mesma coisa e os filhos vão para a escola.


Nós nos comportamos e fazemos nossas escolhas com base no que aprendemos, como nos moldamos, na nossa educação e experiências. Sabiam disso?


Chegou a minha vez de sair para trabalhar. Enquanto eu não tinha filhas, era tudo muito tranquilo. Mas já comecei meio torto (segundo o que eu achava…não necessariamente era). Eu sempre quis fazer veterinária, mas desisti e fui fazer administração hoteleira. Dali eu fiz uma pós de administração e saí da hotelaria, fui trabalhar com marketing, eventos no mercado financeiro.


Notem que mudei bastante de áreas..Rs! Meu caminho era cheio de bifurcações e eu ia mudando de ideia. Eu não tinha consciência, mas eu buscava sempre meu bem-estar nesses trabalhos. Quando não achava, eu mudava.


Até que nasceu minha mais velha e eu resolvi transformar minha paixão pelo mundo materno na minha fonte de renda. Comecei meu próprio negócio como Baby Planner e saí do mundo corporativo.


Fiz isso porque depois que ela nasceu, eu percebi que precisava ter uma liberdade de tempo que eu não tinha no mundo corporativo: queria acompanhar mais de perto o dia a dia dela, ter flexibilidade de agenda, trabalhar em casa…


Até que me bateu alguns questionamentos. Mas questionava se estava certa mesmo em seguir esse caminho. Estaria eu novamente mudando o meu curso? Mais uma vez entrando na bifurcação? Caramba! Era para eu ter sido veterinária! Tá certo isso, produção?


E quando eu me questiono muito, vou atrás de respostas. Comecei a fazer coaching de carreira. Já fazia terapia, já tinha feito Life coaching…e faço o que precisar fazer.


E eu questionava para a coaching:

  • Será que não estou abandonando uma coisa na hora errada?

  • Não tenho que insistir?

  • Por que quero mudar novamente?

  • Por que não estou satisfeita com o que eu faço hoje se eu gosto disso?

  • Por que nunca fico no mesmo caminho profissional igual a todo mundo que eu conheço?


E depois de muita insistência da coaching (porque eu sou teimosa) eu consegui entender que eu buscava sempre alinhar meu trabalho com minha vida pessoal, meu bem-estar.


E isso não era egoísmo, ou ser uma pessoa "errada", sem sucesso. Pelo contrário. Era claro qual o significado de sucesso para mim: Ter um trabalho que me trouxesse bem-estar.


E o que era bem estar? Era ter flexibilidade de tempo, fazer minha agenda e mesmo assim, também ter minha liberdade financeira, porque era importante eu não depender do meu marido.


Transformar a minha paixão pelo mundo materno, trabalhar com algo que eu realmente amo na minha fonte de renda, foi literalmente a solução para mim. Foi achar e alcançar o sucesso que eu procurava e achava que só teria se eu tivesse ali, de estagiária a CEO na mesma empresa, para sempre.


Ter meu próprio negócio me trouxe uma visão muito diferente do empreendedorismo, das liberdades que a gente busca (e alcança) e principalmente de como conciliamos nosso trabalho com a nossa vida pessoal.


Não é fácil, claro que não! Não estou aqui para florear nada. Mas é possível e muito gratificante.


Mas me conta…o que é sucesso para você? Você está no caminho certo para alcançá-lo?


Bjs e até a próxima semana!


Carol.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo